quinta-feira, 23 de maio de 2024

28 DE MAIO DE 1926-O QUE FOI?


Clica na foto abaixo:




Com os políticos republicanos sem capacidade para resolver os problemas do país, os militares em 28 de maio de 1926 desferem um golpe que vai levar à implementação do Estado Novo, um dos muitos fascismos que cresceram na Europa.

O golpe de Estado de 28 de Maio de 1926, Revolução de 28 de Maio de 1926, ou Movimento de 28 de Maio de 1926, também conhecido pelos seus executores por Revolução Nacional, foi um golpe de Estado protagonizado por militares e civis antiliberais que resultou na queda da Primeira República Portuguesa e na instauração da Portuguesa, e por fim transformada, após a aprovação da Constituição de 1933, em Estado Novo, regime que se manteve no poder em Portugal até à Revolução dos Cravos de 25 de Abril de 1974. A revolução começou em Braga, comandada pelo general Gomes da Costa, sendo seguida de imediato em outras cidades como PortoLisboaÉvoraCoimbra e Santarém. Consumado o triunfo do movimento, a 6 de Junho de 1926, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, Gomes da Costa desfila à frente de 13 mil homens, sendo aclamado pelo povo da capital.

Greves e outras manifestações de insatisfação explodem no último período da 1.ª República em Portugal.

Os militares preparam e dirigem golpes contra a república, sem grandes resultados até que, em 28 de Maio de 1926, a maioria das unidades militares do país sublevam-se e os partidos republicanos são afastados do poder.

Nos anos seguintes, entre alguma instabilidade, este golpe militar vai levar um civil até ao topo do poder. António de Oliveira Salazar vai começar por ocupar a pasta das finanças, mas depressa chega à Presidência do Conselho de Ministros.

Implementa um novo regime com características ditatoriais, o Estado Novo que só será derrubado em 1975.


terça-feira, 21 de maio de 2024

A criança -filme de 2005


 

Texto da semana: Algumas Proposições com Crianças















A criança está completamente imersa na infância
a criança não sabe que há-de fazer da infância
a criança coincide com a infância
a criança deixa-se invadir pela infância como pelo sono
deixa cair a cabeça e voga na infância
a criança mergulha na infância como no mar
a infância é o elemento da criança como a água
é o elemento próprio do peixe
a criança não sabe que pertence à terra
a sabedoria da criança é não saber que morre
a criança morre na adolescência
Se foste criança diz-me a cor do teu país
Eu te digo que o meu era da cor do bibe
e tinha o tamanho de um pau de giz
Naquele tempo tudo acontecia pela primeira vez
Ainda hoje trago os cheiros no nariz
Senhor que a minha vida seja permitir a infância
embora nunca mais eu saiba como ela se diz

Ruy Belo, in 'Homem de Palavra[s]'

sexta-feira, 17 de maio de 2024

CALDO DE PEDRA NO JARDIM DE INFÂNCIA

 

A equipa da Biblioteca, nas pessoas da professora Rosa Dias e do professor Jorge Mariz, levou novamente o projeto Educar com Cinema aos Jardins de Infância, propondo aos alunos a curta-metragem de animação de Artur Correia intitulada “O Caldo de Pedra, disponibilizado pela plataforma de filmes do Plano Nacional de Cinema. 


 As crianças, depois de reconhecerem os elementos essenciais numa sala de cinema e no acesso a ela, nomeadamente o bilhete, a tela, o projetor, as colunas/som, as cadeiras numeradas e por fila, visualizaram atentamente o filme da série Contos Tradicionais Portugueses que conta a história de um frade bonacheirão, a quem as pessoas recusam os alimentos mendigados, que decide superar tal egoísmo, através duma artimanha: “Com esta pedra, sou capaz de fazer uma rica sopa”, diz ele a um casal de ingénuos camponeses ribatejanos, acabando por comer um delicioso caldo.


No final da visualização os alunos manifestaram a sua opinião muito positiva, tendo alguns até batido palmas. Procedeu-se à exploração da história, das personagens, do espaço e dos sons, tendo as crianças respondido sem dificuldade às questões colocadas.  


As crianças foram desafiadas a desenhar ou construir um caldeirão da sopa, tendo os alunos deitado mãos à obra e dado asas à sua imaginação e criatividade.  

A equipa da biblioteca agradece a disponibilidade e ao acolhimento das Educadoras e Assistentes operacionais.

Esperamos voltar com o Projeto “Educar com Cinema” antes do final do ano letivo.





quarta-feira, 15 de maio de 2024

Texto da semana. Só há um planeta.





Estamos a destruir o planeta e o egoísmo de cada geração não se preocupa em perguntar como é que vão viver os que virão depois. A única coisa que importa é o triunfo do agora. É a isto que eu chamo a «cegueira da razão».
José Saramago

Filme sobre o lixo. Trashed - O lixo extraordinário.



 

Vida sustentável. Preserve o planeta...